Seja 98% vegetariano

Na tabela abaixo apresentamos números relativos a produção de animais para consumo humano no Brasil, no ano de 2018:

Apenas observando essa tabela poderíamos dizer que, se uma pessoa deixa de consumir apenas a carne de frango, isso seria o mesmo que ter 98,7% do impacto de um vegetariano (pensando estritamente no número de vidas salvas).

Cabe observar que neste cálculo não pensamos na “migração” para o consumo de outro animal. Ainda assim, as diferenças são mínimas, como demonstraremos a seguir.

Para simplificar vamos supor que todas pessoas, da noite pro dia, migrassem do consumo de frango para a carne de boi. Ou seja, vamos supor que o consumo de porcos se mantenha igual ao que é hoje. Também vamos supor que as pessoas não abandonaram a carne de frango por mais vegetais e cereais, frutos do mar, ovos, leite e derivados, etc.

Sabemos que 1 boi fornece a caloria de 135 frangos (405mil/kcal contra 3mil/kcal). Nesta situação teríamos os números da Tabela B. Apesar de nesse cenário o consumo de bois mais que dobrar (132% a mais), o consumo total de animais cairia para 2% do atual. Portanto, o impacto de abandonar o consumo de frango é 98% igual ao de se tornar um vegetariano.

O pensamento por trás deste post é exclusivamente em termos de número de vidas salvas, sem outras considerações, tal como o impacto ambiental que, como sabemos, claramente é maior na criação de bois que na de frangos.

 Contudo, vale lembrar que há também outros impactos, talvez ainda mais relevantes. Por exemplo, o atual método de produção de frangos torna-os muito mais propensos a criar a próxima pandemia de gripe do que a criação de bois. Mais um bom motivo para abandonar o consumo de frango.

Este post se baseia no raciocínio primeiramente desenvolvido 
por Scott Alexander, autor do blog slatestarcodex que pode ser lido, em português, aqui.

Tem um outro ponto, talvez ainda mais relevante, que não foi abordado acima: frangos sofrem, comparativamente, muito mais. Se quiser entender melhor isso, leia este artigo: Bois, Frangos e uma tentativa de objetivamente mensurar seu sofrimento.

Você também pode se interessar em ler:

7 coisas que você pode fazer para diminuir o sofrimento animal

Deixe um comentário

Seu email não será publicado