As pessoas acreditam que a IA precisa de maior regulação

Uma pesquisa encomendada pelo Fórum Econômico Mundial mostra que as pessoas acreditam que a Inteligência Artificial (IA) precisa de maior regulação. Mesmo assim não devemos nos esquecer que o desenvolvimento da IA guarda um imenso potencial de desenvolvimento social, talvez até além do que estejamos considerando hoje.

De todo modo, isso obviamente não deve suspender debates acerca de potenciais riscos. Para isso não devemos nos deixar seduzir pela alarmismo e catastrofismo, antes de nos preocupar com uma “revolta das máquinas”, talvez devamos considerar o uso e armazenamento de dados. A IA é um risco real, e seu impacto negativo pode ser sentido com força muito maior nos próximos anos? A maior parte da preocupação é fruto de alarmismo infundado? Vamos nos adaptar (como indivíduos e como sociedade) naturalmente ao desenvolvimento e sofisticação da IA?

Fonte: https://www.weforum.org/agenda/2019/07/artificial-intelligence-these-3-charts-show-what-people-really-think

 

“As pessoas creem que seja necessária uma análise mais minuciosa do uso da inteligência artificial, de acordo com pesquisa realizada em 27 países com 20.000 pessoas.

O potencial da IA para transformar nossas vidas é quase universalmente aceito, e suas aplicações podem ser imaginadas em quase todos os setores, da educação à saúde, e além. Porém, ainda há obstáculos a serem superados, como preocupações éticas sobre como os dados são armazenados e utilizados.

A preocupação com o uso da tecnologia é compartilhada em diferentes faixas etárias, classes, e níveis de educação, de acordo com a pesquisa realizada pela ‘Ipsos’, para o Encontro Anual dos Novos Campeões na China, organizado pelo Fórum Econômico Mundial.

‘A inteligência artificial é uma das ferramentas mais poderosas que temos enquanto sociedade’, disse Kay Firth-Butterfield, responsável acerca do tema IA no Fórum Econômico Mundial (FEM). ‘Mas, sem uma estrutura de governança para fornecer as grades de proteção para nossas interações com a IA, corremos o risco de deixarmos boa parte da população para trás.’

No geral, a pesquisa descobriu que mais de 40% dos entrevistados estavam preocupados com o uso de IA, enquanto 32% estavam indecisos e 27% não se preocupavam.

Quase metade das pessoas entrevistadas disseram que as empresas que usam inteligência artificial devem ser reguladas com maior rigor, enquanto apenas 20% discordaram. A adoção pelo governo da tecnologia de IA foi vista com um pouco menos de ceticismo, com 40% das pessoas dizendo que as restrições precisam ser reforçadas.

A pesquisa salienta temas mais amplos que a rede de especialistas do FEM tem explorado ao passo que a IA se torna cada vez mais sofisticada. Estes tópicos, juntamente com o impacto mais amplo da inovação tecnológica na economia global e na sociedade, estão sendo explorados por mais de 1.800 líderes no encontro anual do Fórum na cidade de Dalian, na China, de 1 a 3 de Julho.”

Tradução: Caio Freire

Deixe um comentário

Seu email não será publicado