Conceitos AE: Eficiência do mercado de filantropia

tela de cotações

Este texto debate como que a hipótese da ciência econômica de “mercado eficiente” se aplica no contexto filantrópico.O Altruísmo Eficaz, ao produzir e disseminar informações objetivas aos filantropos, auxilia na maximização da alocação de recursos para a caridade e assim promove a racionalização do “mercado de filantropia”.

Eficiência do mercado de filantropia

De acordo com a hipótese do mercado eficiente, se todos os investidores tem a mesma informação e se comportam racionalmente, todos os ativos terão seus preços determinados ‘corretamente’. Nessas condições, se torna impossível para o agente individual ‘superar’ o mercado consistentemente.

A hipótese do mercado eficiente é costumeiramente discutida em contexto financeiro, mas pode, a princípio, aplicar-se (ou falhar ao ser aplicada) em qualquer mercado, incluindo a filantropia. Se todos filantropos estão tentando ajudar ao máximo os outros, e contam com informações disponíveis publicamente, então de acordo com a hipótese do mercado eficiente, os recursos para este propósito estarão alocados otimamente. Mais eficiente o mercado da filantropia, mais difícil será identificar oportunidades de doação mais evidenciadas (que provavelmente já foram abocanhadas anteriormente por outros filantropos).

A hipótese do mercado eficiente aplicada ao mercado financeiro é controversa, e há boas razões para se crer que o mercado da filantropia é menos eficiente que o mercado de finanças. Maximizar retorno de investimentos é a motivação predominante entre investidores, enquanto que filantropos frequentemente possuem outras motivações, nem sempre tão racionalizadas quanto a de investidores. Além disso, diferentes doadores tem diferenças crenças morais, então, mesmo que cada filantropo fosse motivado exclusivamente por considerações morais, é esperado que houvesse no mercado de filantropia menores níveis de eficiência em comparação com o mercado de finanças.

Mesmo assim, aparentemente o mercado de filantropia parece ser pelo menos parcialmente eficiente. Por exemplo, é difícil encontrar oportunidades de financiamento para distribuição de vacinas: A evidência em favor da distribuição de vacinas é tamanha que esta distribuição já é financiada por grandes instituições.

Um modo de ‘superar’ o mercado no caso da filantropia, seria buscar por oportunidades de doações que recebem menos atenção e acabam sendo subfinanciadas, isto talvez por serem menos apelativas, ou mesmo por serem de apreensão mais difícil. Por exemplo, proteção contra riscos de catástrofes globais pode ser subfinanciada por menor carga emocional neste âmbito de riscos existenciais em comparação a por exemplo a causas destinadas a reduzir a mortalidade infantil. A medida que uma proporção cada vez maior de filantropos forem capazes de identificar causas subfinanciadas (devido por exemplo o crescimento e desenvolvimento do Altruísmo Eficaz), o mercado de filantropia se tornará mais eficiente.

Traduzido da página:

https://concepts.effectivealtruism.org/concepts/market-efficiency-of-philanthropy/

Deixe um comentário

Seu email não será publicado