racionalidade

Indiferença, racismo e violência: o que vem depois da justiça para George Floyd? — Parte 2

Resumo: argumentamos que, para resolver o problema da violência policial, é preciso discutir seriamente reformas de política criminal — baseadas em evidências científicas. 0.Antes de ler esse artigo… Nosso primeiro ponto é de que vidas negras importam em qualquer lugar do mundo — no Minnesota, no Alagoas ou em Gana. Sendo assim, nosso principal questionamento é por que o sofrimento Leia mais…

Incerteza e passividade: desafios da ciência social aplicada a políticas públicas (comentados por filósofos)

Sumário: a partir de um texto do filósofo libertário Michael Huemer, analisamos que tipo heurísticas devemos usar / evitar em decisões sociais com grande incerteza. No Elogio da Passividade (aqui para o áudiotexto), Huemer conta a história da morte de George Washington: os médicos, desconhecendo como tratar a doença (em razão do atraso científico da época), apenas Leia mais…

astronomos

Por qual motivo a ciência e os especialistas eram menos questionados no passado recente?

Hoje parece haver uma força inédita na história das sociedades secularizadas no sentido de questionamento do conhecimento especializado. Teorias alternativas com fraco embasamento tem ganhado popularidade inédita, e tem demonstrado organização a tal ponto, que simplesmente ignora-las, como expressão excêntrica de uma minoria irrelevante tem deixado de ser um posicionamento razoável. Em boa parte a Leia mais…

A revolta do público e a crise de autoridade na sociedade em rede

O desenvolvimento das tecnologias de informação levou a uma maior disponibilidade de informações (muitas vezes não confiáveis) e facilitaram enormemente sua disseminação. Mais que isso: tornaram também mais fácil manifestar a insatisfação e aos insatisfeitos se coordenarem através de redes sociais. A sociedade em rede é um termo já tornado clássico na sociologia. A sociedade em Leia mais…

Confiança e Integração Social

A sociedade moderna apresenta uma diferença básica em relação a organizações pré-modernas, sua coesão social depende da confiança tácita que seus membros apresentam em abstrações e em um conhecimento especializado muitas vezes não muito bem dominado pela maioriada população. Por mais que a validade real do conhecimento especializado se dê por uma mensuração objetiva de Leia mais…

Ninguém é perfeito, tudo é comensurável

O que fazer diante do argumento de que somos moralmente obrigados a nos engajar em ativismo político? Este artigo questiona os efeitos práticos da onda de ultraje moral que tomou as redes sociais. No lugar do “xingar muito no twitter”, sem maiores consequências, ele oferece uma alternativa bastante razoável de como canalizar o impeto de Leia mais…