Finalizando: uma nota final animadora

Fim: uma nota animadora para terminar ─ se imagine em seu leito de morte

Daqui a pouco, vamos resumir o guia inteiro em um minuto. Mas, antes disso, imagine uma coisa animadora: você chegou ao fim da sua carreira de 80.000 horas.

Você está em seu leito de morte, repassando sua vida.

Que tipo de coisas podem gerar arrependimento?

Talvez você tenha seguido a opção que parecia mais fácil, ou feito o que seus pais fizeram.

Quem sabe você até ganhou muito dinheiro fazendo algo que lhe interessava, e tinha uma bela casa e um carrão. Mas você se pergunta: para quê tudo isto?

Agora imagine que você trabalhou duro a vida toda, e acabou salvando a vida de cem crianças. Você consegue se imaginar arrependido disso?

Para viver em plenitude, precisamos nos voltar para fora e não para dentro. Em vez de perguntar “qual é a minha paixão?”, pergunte-se “como posso contribuir ao máximo com o mundo?”

Como vimos, se soubermos usar nossa posição afortunada no mundo e agirmos de maneira estratégica, todos nós podemos ajudar aos outros imensamente. E podemos fazer isso por um baixo custo para nós mesmos; provavelmente, também teremos uma carreira mais bem-sucedida e realizada.

O guia inteiro em um minuto

Para ter uma boa carreira, faça o que contribui. Em vez de esperar descobrir sua paixão numa epifania, a sua realização crescerá com o tempo conforme você aprende o que encaixa, domina habilidades valiosas e usa-as para ajudar os outros. (Parte 1.)

Para fazer o que contribui, eis no que focar ao longo do tempo. Cada passo lhe permite ter um impacto muito maior.

  1. Explore para encontrar as melhores opções, em vez de “seguir seu instinto” ou afunilar muito cedo. Este deve ser seu foco principal até que você tenha confiança sobre as melhores opções. (Parte 8.)
  2. Invista no seu capital de carreira para ser o melhor que você pode ser. Procure em particular por capital de carreira que é flexível quando você não tem certeza. Faça isto até que você tenha aproveitado as melhores oportunidades de investir em si mesmo. (Parte 7 e parte 9.) A seguir, use seu capital de carreira para:
  3. Efetivamente ajudar outros. Para isto, concentre-se nos problemas sociais mais urgentes, em vez daqueles em que você esbarra; procure os que são de larga escala, negligenciados e tratáveis. Para ter a maior contribuição nestes problemas, pense amplo: considere ganhar para doar, pesquisa e ativismo, além de trabalho direto. Embora muitas tentativas de ajudar os outros sucumbam, as melhores podem ser vastamente eficazes, então seja ambicioso. (Parte 2, parte 4, parte 5 e parte 6.) Mas não se esqueça de que você pode ter um grande impacto em qualquer trabalho (parte 3).
  4. Continue adaptando seu plano para encontrar o que mais se adequa a você. Pense como um cientista testando uma hipótese: tome decisões cuidadosas, adapte seu plano conforme aprende mais, e encontre uma carreira cada vez melhor com o tempo. (Parte 8 e parte 10.)
  5. E trabalhe com uma comunidade para ser mais bem-sucedido. (Parte 11 e parte 12.)

Trabalhando juntos podemos, durante nossas vidas, eliminar a miséria global e o confinamento de animais, evitar a mudança climática nociva e proteger o futuro; podemos fazer isso levando vidas interessantes e realizadoras. Então vamos fazer isso!

Você tem 80.000 horas na sua carreira.

Não as desperdice.

Quer ir mais fundo? Confira o restante das nossas pesquisas

Temos perfis de áreas específicas, um guia avançado de carreiras, sugestões de outras leituras, e muito mais. Continue lendo e vire especialista em escolha de carreiras com impacto social. Nós admiramos a sua garra!

Se já está pronto para continuar a ler sugerimos agora que parta para a leitura dos Perfis de Problemas.

Leia também, em português:

O Propósito da Vida não é a Felicidade: É a Utilidade